O Conselho Federal de Nutricionistas (CFN) participa, até sexta-feira (5), do XXXV Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). No estande do CFN, conselheiras orientam secretários e gestores sobre formas de promoção de políticas públicas por meio de recursos federais destinados à atenção nutricional nos municípios. O objetivo é chamar a atenção das autoridades para a importância do nutricionista como principal gestor do Financiamento das Ações de Alimentação e Nutrição (FAN).

Os recursos do FAN devem ser aplicados em programas de monitoramento, bem como na prevenção e no controle de distúrbios e doenças relacionadas à alimentação e nutrição. Entre eles, estão o Saúde na Escola, o Bolsa Família, o Criança Feliz, a Academia da Saúde e o de Vigilância Alimentar e Nutricional (VAN). Para o CFN, é o nutricionista que deve estar à frente dessas ações para atender adequadamente à população conforme as suas especificidades socioculturais e econômicas, promovendo a alimentação saudável.

Programas relacionados à alimentação infantil, suplementação de ferro e vitaminas, amamentação e obesidade também podem ser assistidos pelo FAN. O auxílio destina-se prioritariamente à organização da atenção básica nas redes públicas de saúde e o valor, por município, depende de seu porte populacional de acordo com o Censo 2012 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Atualmente, são contemplados 193 municípios com mais de 150 mil habitantes e outros 965 com população acima de 30 mil habitantes.