Os desafios e as possibilidades das diretrizes curriculares nacionais dos cursos de Nutrição são os focos do II Encontro Nacional de Formação Profissional, que acontece hoje (24) e amanhã (25), em Brasília, e reúne estudantes, coordenadores de cursos de Nutrição e conselheiros do Sistema CFN/CRN. A abertura do evento contou com as presenças do presidente do CFN, Élido Bonomo, e de representantes dos ministérios da Educação, Vinícius Ximenes Muricy da Rocha, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Carolina Chagas, do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, Anelise Rizzolo, e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, Denise Rinehart

Os discursos da abertura dos trabalhos destacaram a importância da integração entre o ensino, os serviços de saúde e a comunidade, bem como da Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) e da ética na formação profissional. Em seguida, a doutora em Educação, Maria Isabel da Cunha, apresentou as bases e desafios para a construção do conhecimento, na conferência magna. Os participantes promoveram um rico debate sobre a temática.

Ainda hoje, pela manhã, os participantes discutem o contexto atual da formação em saúde; as diretrizes curriculares nacionais para o curso de graduação em Nutrição e a formação do ponto de vista dos estudantes. À tarde, todos estes temas serão discutidos em grupos de trabalho.

O II Encontro Nacional de Formação Profissional também conta com a participação de representantes da Associação Brasileira de Nutrição (Asbran), Ana Maria Rezende; da Federal Nacional de Nutricionistas (FNN), Fátima Fuhro; da Federação Intersindical de Nutricionistas dos Estados de São Paulo, Bahia, Pernambuco, Alagoas, Pará e Mato Grosso do Sul (Febran), representada pela presidente do Sindicato dos Nutricionistas do Pará, Darlene Ramos; da Associação Brasileira de Educação em Nutrição (Abenut), Maísa Beltrame e de membros da Executiva Nacional dos Estudantes