A Unidade de Gestão Operacional (UGO) do Conselho Federal de Nutricionistas (CFN) iniciou na terça-feira, dia 13 de agosto, na sede do conselho em Brasília (DF), uma série de palestras voltadas para a consolidação de um ambiente de trabalho cada vez mais profissional. O advogado da União e doutor em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidad del Museo Social Argentino, Alessandro Gomes debateu com os colaboradores do CFN o tema assédio moral.

A nutricionista e vice-presidente do CFN, Nancy Aguiar destacou que a realização dessas palestras “é um trabalho que precisa ser desenvolvido de forma contínua pelo Sistema CFN/CRN, pois o respeito e a empatia são fundamentais para a construção do ambiente institucional”.

O advogado Alessandro Gomes frisou que existem vários tipos de assédio. Normalmente, tais práticas estão relacionadas às questões de chefia, por perseguição, concorrência ou tentativa de depreciação e difamação da imagem do colaborador. Ele ressaltou a importância de discutir o assunto dentro das instituições. “Inicialmente é preciso ter conhecimento da questão do ponto de vista prático e jurídico. Assim, o local de trabalho se torna mais estável, com chances de se desenvolver de forma civilizada. Nessa perspectiva é importante falar sobre essa temática”.

Também participaram da palestra as nutricionistas Elisabeth Chiari e Darlene Ramos, secretária e tesoureira do CFN, respectivamente.

Novos encontros

Na próxima quinta-feira, dia 22 de agosto, Alessandro Gomes vai abordar o tema assédio sexual. Para setembro, está prevista a realização da palestra sobre Comunicação não violenta. A ideia desses encontros surgiu no acordo coletivo celebrado entre o CFN e os funcionários efetivos. Esse é um compromisso do conselho para coibir tais práticas no ambiente de trabalho.